segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Estufa COMENIUS

Foi finalmente concluída a estufa que estava a ser construída para o projecto Comenius.

Após várias semanas de trabalho os formandos que compõem o grupo de trabalho de agricultura finalizaram a construção da estufa com materiais reciclados para que esta possa receber as novas sementes a serem plantadas.

Após a construção da estrutura base da estufa com madeira de pinho, ecologicamente produzido, os formandos começaram por separar e escolher os materiais que viriam a ser utilizados para fazer as paredes e telhado da estufa. De entre os materiais disponíveis optou-se por utilizar garrafas de plástico devido a serem um dos materiais mais abundantemente disponíveis, à sua capacidade de aguentar o calor no interior da estufa (devido ao facto de serem ocas e criarem pequenas câmaras de calor no seu interior) e à sua capacidade de recolha de água da chuva quando esta se introduz no interior das garrafas que constituem o telhado da estufa e que será depois recolhida para ser utilizada em rega.

Foram utilizados diferentes tipos de garrafas, de acordo com as suas características, de modo a tirar o melhor partido de cada uma. Para o telhado foram utilizadas garrafas de dimensões mais pequena, de modo a que não encham demasiado e se tornem pesadas para a estrutura, as paredes foram realizadas com garrafas de 1,5lt de modo a criar câmaras de calor maiores e serão utilizados garrafões para recolher as águas da chuva que serão depois utilizadas para rega.

De salientar ainda que as tampas das garrafas foram devidamente recolhidas para posteriormente entregar nos diferentes projectos de recolha deste material para ajudar nas mais variadas causas.


Infelizmente, devido ao mau tempo das passadas semanas, as sementes, que haviam sido plantadas no final do verão e haviam dado um colorido diferente ao pátio frente ao bar da escola, não suportaram as baixas temperaturas e acabaram por murchar. Durante as próximas sessões de trabalho os formandos tratarão de plantar novas sementes que, desta vez já protegidas pela estufa, se espera que possam vir a ser plantadas na próxima primavera no exterior da escola.







Sem comentários:

Publicar um comentário